segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Midrash: A história da História (A Queda de Satanás)





A História Popular

  É comum ouvirmos a história de que um anjo de luz rebelou-se contra Deus, ele queria estar acima do Altíssimo e ter um trono sobre o Dele, na maioria das religiões que tem como base os textos bíblicos o seu nome é Lúcifer, ele criara uma revolta no céu convocando para ela a terça parte do Reino Angelical, iniciando uma guerra entre o bem e mal.

  Irado contra eles o Criador, amaldiçoa-os, lançando-os na Terra, fazendo deles assim demônios vagantes, inimigos de Deus e dos homens. 



Satanás no Livro de Jó

  E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles.
  Então disse o Senhor a Satanás: De onde vens? E Satanás respondeu ao Senhor, e disse: De rodear a Terra e passear por ela.   
  E disse o Senhor a Satanás: Observaste tu meu servo Jó? Porque ninguém há na Terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Min, e que desvia-se do Mal.
  Então respondeu Satanás ao Senhor, e disse: Porventura Teme Jó a Deus em Vão?
  Porventura, não o cercaste tu de bens a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e o seu gado está aumentado na terra.
  Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema de ti na tua face!
  E disse o SENHOR a Satanás Eis que tudo quanto tem está na tua mão; somente contra ele não estendas a tua mão. E Satanás saiu da presença do Senhor.
(Jó 01:06-12)



  Há observações a serem feitas nessa passagem, e uma delas é: Se Satanás é inimigo de Deus, o que faria ele perante ao Senhor?
Se o lugar Dele é no Inferno, como é dito, por que ele vinha de rodear a Terra? Por qual motivo Deus o incentiva a ir até Jó?

A Opinião Judaica sobre o Assunto.

  O Midrash é um conjunto de tradições extremamente respeitadas no Mundo Judaico, estas fazem parte do Talmud, um dos maiores pilares do comportamento judeu.



No Midrash diz:

  Quando Deus dotou Adão de alma convidara todos os anjos para virem e prestarem-lhe homenagem. Satanás em particular, tinha ciúme do primeiro homem, dotado de doze asas ao invés de seis como todos os outros, recusara-se a curvar-se ao homem, dizendo: Criaste a nós do fogo do esplendor da Shekiná, e agora ordenas que nos prestemos diante da criatura que moldaste do pó da Terra! Respondeu-lhe o Senhor: Todavia o pó da Terra é mais sábio que você. E Satanás desafiou o Homem para uma prova de inteligência, e Deus consentiu dizendo: Trarei para ambos os animais que criei, o que for capaz de dar nomes a eles, será maior, e o que não o fizer se prostrará perante o outro.
  E foram até o Jardim do Éden, seguido por Satanás. Quando viu a Deus, Adão disse a sua mulher para que se prostrassem perante o Criador.
  Satanás tentou então atribuir nomes aos animais, fracassando duas vezes, e depois mais duas vezes. Então virou-se o Senhor para Adão, e questionou-lhe a respeito do nome dos animais, e tudo quanto era nomeado por ele, era assim correto perante a Deus.
  Satanás se vira forçado a reconhecer a superioridade do Homem. Ele porém rompeu os céus com clamores ferozes, recusando-se a prestar homenagem ao homem como lhe havia sido ordenado, o exército de anjos comandado por ele, agiu da mesma forma, então levantou-se Miguel que havia sido o primeiro a se curvar ao homem e disse: Curve-se a imagem de Deus, caso contrário Ele lançará cólera sobre ti. Imediatamente Deus lançou a satanás e aos seus anjos sobre a Terra, e é daquele momento que data a inimizade entre Satanás e o Homem.


Ponte entre o Midrash e o Novo Testamento

  E lhe disse o Diabo: Eu te darei toda a autoridade sobre eles e todo o seu esplendor, porque a me foram dados e posso dá-los a quem eu quiser.
(Lucas 04:06)

  

Com a junção entre o Midrash e as passagens de de Jó 01 e Lucas 04, percebe-se que que Satanás não é o inimigo de Deus, como é dito, ele é o feroz inimigo dos homens, durante a tentação a Yeshua (Jesus) e ele diz que o esplendor e autoridade foram dados a ele. Quem lhe presenteou com isso? Ora, só a um com tal poder que é Deus. A citação em Jó deixa claro que ele tem livre acesso ao Reino de Deus, e o modo como falam amigavelmente deixa claro de que não guerra entre eles, a luta de Samael (como é chamado no mundo judaico) é contra os homens, ele disputa a Terra e o amor de Deus conosco.

Por: Chassid Melo
Fonte: Midrash

Nenhum comentário:

Postar um comentário