segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O Judaísmo e a Santíssima Trindade.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Rabino: "Jesus Cristo, um judeu!"





Rabi Shemuel Boteach - Um Rabino que pensa por si mesmo

Shmuel Boteach (שמואל בוטח) nascido em 19 de novembro de 1966, é um rabino judeu ortodoxo americano, autor, apresentador de TV e palestrante. Boteach é autor de 30 livros, incluindo Kosher Sex: A Recipe for Passion and Intimacy, publicado em 1999 e Kosher Jesus, publicado em 2012. Sua franqueza lhe valeu elogios e críticas; A revista Newsweek nomeou-o um dos 50 rabinos mais influentes nos Estados Unidos três anos seguidos, incluindo o sexto em 2010. Ele reside em Englewood, Nova Jersey.

O Rabino Shemuel Boteach, em sua pesquisa, segue mais ou menos a linha de pesquisa e análise do Dr. David Flusser, Z"L, professor da Universidade Hebraica de Jerusalém, que dedicou boa parte de sua vida a resgatar o Jesus Histórico, que aqui no Brasil foi apresentado em quatro de suas dezenas de obras sobre o tema, a saber: Jesus de David Flusser e Judaísmo e as Origens do Cristianismo volumes 1, 2 e 3.

Em 1988, Boteach foi enviado aos 22 anos pelo Rabino Menachem Mendel Schneerson como Chabad-Lubavitch shaliach (emissário) para Oxford, Inglaterra, onde atuou como Rabino para estudantes de Oxford por 11 anos e, durante esse tempo, fundou o L'Chaim Sociedade. Sob a liderança da Boteach, a Oxford L'Chaim Society tornou-se a segunda maior organização estudantil na história de Oxford, com uma associação que incluiu mais de 5.000 não-judeus. Uma disputa entrou em erupção quando Boteach foi convidado a remover alguns estudantes não-judeus da sociedade, incluindo o futuro senador Cory Booker, mas recusou. Mais tarde naquele ano, Boteach ganhou o Prêmio "Pregador do Ano" do The Times.

Em 2008, Boteach foi nomeado o nono na lista da Newsweek dos "Top 50 rabinos na América", e em 2009 ele recebeu o sétimo lugar. Em 2010, Boteach foi listado na lista da Newsweek no número seis.
Boteach enfrentou críticas generalizadas de outros rabinos em sua carreira, especialmente após o lançamento de seu livro Kosher Jesus. Foi denunciado como "heresia" por alguns rabinos. O Rabino Jacob Immanuel Schochet (autor da obra Mashiach, publicado no Brasil pela Maayanot), um rabino canadense, declarou que o livro "representa uma tremenda ameaça para a comunidade judaica".

Mas por que?

A resposta é: Assim como o Rabino Shemuel Boteach há muitos outros rabinos de círculos ortodoxos que, ao contrário da ainda maioria, está se dando conta da grandeza e majestade histórica do Rabino de Nazaré.

O temor do Rabino Immanuel Schochet não é sem fundamento, ele na verdade tem muito o que temer. Afinal de contas; se todo o mundo judaico resolver prestar atenção ao que ensina o Rabino de Nazaré, naturalmente os rabinos modernos perderão o seu tão valioso monopólio, e o se s coisas continuarem no ritmo que vão, com certeza; o Judaísmo Formal de amanhã será o Judaísmo do Novo Testamento.

O livro do Rabino Shemuel Boteach: Kosher Jesus, tem por objetivo desmistificar e contextualizar os textos do Novo Testamento em seu ambiente judaico próprio, fazendo-o retornar ao seu contexto histórico real, ou seja; o Novo Testamento é uma literatura judaica, escrita por judeus na Judeia há 2.000 anos atrás.

Behatzelakhá Rabi Shemuel Boteach!!!